Abrir o menú principal

Falai meus olhos


Falai meus olhos       Anónimo      
 


Falai meus olhos si me quereis beñy,
Como falarà quin tempo non teñy.
Desejo falarvos
Miñ´ alma, scuitayme.
Non posso olvidarvos,
Miñ´ alma falayme.
Bivo desejando a vos miño beñy
Como falarà quin tempo non teñy.

NotasEditar

Vilancico anónimo do Cancioneiro de Uppsala (século XVI)